Arquivo | fevereiro, 2012

Comer, comer, é o melhor para poder crescer!

14 fev

O Culpada, Confesso está crescendo! Já é quase um blog adulto e, como tal, precisa de nome próprio, né?

Confessamos que foi trabalhoso lidar com servidores, domínios, linguagens de programação e trâmites de migração de posts…  Mas conseguimos mudar de casa e agora somos www.culpadaconfesso.com.br! Aêêêêêêêêêêêêê!

Moving by mbtrama - Flickr

O layout continua o mesmo, mas ganhamos algumas possibilidades que serão exploradas aos pouquinhos e vocês verão com o tempo. Continuem nos visitando e compartilhando as experiências!

www.culpadaconfesso.com.br

Solar Café – Museu de Arte Moderna

9 fev

O Museu de Arte Moderna da Bahia é um dos melhores espaços culturais de Salvador. Além da bela arquitetura, cinema alternativo, parque de esculturas e das exposições que passam por lá, tem uma vista maravilhosa da Baía de Todos os Santos, a qualquer hora do dia ou da noite.

A programação semanal já é conhecida: aos sábados, no início da noite, a Jam no MAM é um super programa,  aos domingos, as crianças se divertem no Pinte no MAM. O que faltava lá, então? Faltava o Solar Café!Aberto no Museu Rodin Bahia desde 2010, o Solár Café foi reinagurado no MAM em 2011. É um restaurante muito charmoso e confortável, com cardápio que contempla refeições, lanches e café (sim, claro, né?).

Já almocei lá no Museu Rodin algumas vezes, mas dessa vez estivemos no MAM para o lanche da tarde. Escolhi o crepe “Piedade”, recheado com calabresa picante e queijo, acompanhado de suco de limão com gengibre: Delícia!

Aceitando a sugestão no quadro, pedimos um fatia de torta de chocolate e doce de leite. Que sugestão boa, viu?

Depois da comilança, fomos – bem felizes 😀 – ver as exposições. O dia não podia terminar melhor!

Recomendo ir no sábado, ao final da tarde, e depois ficar pra Jam!

Solar Café

Museu de Arte Moderna da Bahia

Avenida Lafayete Coutinho – Comércio  Salvador – BA

(71) 3117-6139

http://solar-cafe.blogspot.com/

Pernil Sertanejo

5 fev

Verdadeiros desbravadores do sertão nordestino, os vaqueiros já tiveram seu ofício reconhecido pelo Governo do Estado da Bahia como Patrimônio Cultural. A força da cultura sertaneja é tamanha, que diversos estabelecimentos utilizam-na como referência para a criação de ambientes e cardápios típicos, criando experiências interessantíssimas.

Entre eles está o  Restaurante Grande Sertão, cuja ambientação já é um show: móveis rústicos, cardápios, jogos americanos e luminárias em couro e até mesmo um barzinho com selas no lugar dos bancos!

Conheci o Grande Sertão no ano passado, através de uma oferta de compra coletiva. E como a experiência foi positiva, voltei lá no início de 2012, para experimentar outro prato. A escolha da vez foi o Pernil de Cabrito, uma carne que eu nunca tinha comido.

Só de ver o prato chegar à mesa eu já fiquei feliz com a aparência suculenta da carne. Depois de comer, fiquei mais satisfeita ainda porque a carne tem gosto marcante e pouquíssima gordura! Para acompanhar, pedimos purê de aipim, feijão de corda e farofa d’água: tudo ótimo!!!

Preciso voltar logo pra provar a carne do sol, hein? Se quiserem ver o cardápio, está disponível no site. E pra quem gosta de dançar, à noite tem apresentação de forró pé de serra! Eita!

Grande Sertão

Rua Adelaide Fernandes da Costa, nº 122, Costa Azul – Salvador-BA

(71) 3271-1119

http://www.grandesertao.com.br/

Tem chocolate novo na praça!

3 fev

Estive no supermercado e, para minha surpresa, a sessão de chocolates estava recheada de marcas importadas! #TodasGrita

Já sabem o que eu fiz, né? Comprei, comprei, comprei e comi! Hoje indico pra vocês o meu favorito, aliás, os meus favoritos, porque é uma caixa com diversos sabores… Hummmm!

A caixa tem, aproximadamente, 25 bombons, em tamanho perfeito para comer de uma vez só. O chocolate mesmo puro já seria delicioso, mas cada bombom vem recheado com um dos 04 licores: Malibu, Irish Coffee, chocolate e laranja. Todos ficam bem marcados e deixam o chocolate ainda mais cremoso. Confesso que foi difícil eleger o melhor, mas acho que a minha escolha é o Irish Coffee!

Enfim, experimentem e me digam de qual gostaram mais.

Caponata e Chateau Lardeau

2 fev

Bons dias e bons vinhos para todos.

Ai vai minha harmonização favorita deste janeiro de 2012.
Caponata, pão sírio e um tinto encorpado, com um bom teor tânico, aroma de mel, fruta madura e trufas. No caso , foi um Chateau Lardeau, 2008.
Como o pão sírio tem sabor neutro o sabor e o aroma da caponata casaram muito bem com o vinho. Um pouco de vinho na boca prepara o caminho do prato e assim que você engole o bocado de pão e pasta já está mais que pronto pra um novo gole de vinho.

Caponata - By stijn - Flickr

Pra quem não sabe, a caponata é quase uma pasta feita com berinjela, pimentões, cebola, alho, vinagre e azeite de oliva.
Eu ponho em pouco de shoyu e orégano. Ah! Antes que esqueça, a caponata que faço (receita do meu amigo Edgard) tem nada a ver com as que comemos na maioria dos fast food.
Prefiro o pão sírio quadrado.  Não sei por que o redondo fica mais fofo e tem sabor diferente. Voce vai compra-lo resfriado, então é só colocar na chapa quente e ele fica ótimo. Também vai muito bem com pasta de azeitonas, homus e outras pastas. Aí, dependendo da pasta mude o vinho.

Homus - By {CozinhadeK} - Flickr

Que tal um piquenique com essa combinação aí em cima, mais queijos fortes, frutas e com direito a uma inevitável toalha xadrez?
Quando fizer me convide.
Até a próxima.

Na expectativa: Comida Di Buteco 2012!

1 fev

Tira-gosto é bom, né? Aquelas porçõezinhas que a gente divide e, por isso mesmo, pode provar váááááárias coisas diferentes na mesma noite, hein?

Em abril, vai rolar a edição 2012 do Comida Di Buteco, que elege, anualmente, o melhor petisco em 16 cidades. Veja só que beleza: os botecos escolhem seu melhor tira-gosto e, algumas vezes, criam receitas exclusivas para a competição que nós, comilões de plantão, só precisamos experimentar e votar, que tal? #Delicia

Comida Di Buteco 2012: Sigam-me os bons!

http://www.comidadibuteco.com.br/

%d blogueiros gostam disto: