Tag Archives: Salvador

Pernil Sertanejo

5 fev

Verdadeiros desbravadores do sertão nordestino, os vaqueiros já tiveram seu ofício reconhecido pelo Governo do Estado da Bahia como Patrimônio Cultural. A força da cultura sertaneja é tamanha, que diversos estabelecimentos utilizam-na como referência para a criação de ambientes e cardápios típicos, criando experiências interessantíssimas.

Entre eles está o  Restaurante Grande Sertão, cuja ambientação já é um show: móveis rústicos, cardápios, jogos americanos e luminárias em couro e até mesmo um barzinho com selas no lugar dos bancos!

Conheci o Grande Sertão no ano passado, através de uma oferta de compra coletiva. E como a experiência foi positiva, voltei lá no início de 2012, para experimentar outro prato. A escolha da vez foi o Pernil de Cabrito, uma carne que eu nunca tinha comido.

Só de ver o prato chegar à mesa eu já fiquei feliz com a aparência suculenta da carne. Depois de comer, fiquei mais satisfeita ainda porque a carne tem gosto marcante e pouquíssima gordura! Para acompanhar, pedimos purê de aipim, feijão de corda e farofa d’água: tudo ótimo!!!

Preciso voltar logo pra provar a carne do sol, hein? Se quiserem ver o cardápio, está disponível no site. E pra quem gosta de dançar, à noite tem apresentação de forró pé de serra! Eita!

Grande Sertão

Rua Adelaide Fernandes da Costa, nº 122, Costa Azul – Salvador-BA

(71) 3271-1119

http://www.grandesertao.com.br/

Anúncios

Barthô Temakeria

28 jan

Temaki é uma ótima opção de comida leve e rápida, pra quem não quer demorar pra chegar em casa. Um bom lugar pra comer à noite, até mesmo no final da tarde depois do trabalho, é o Barthô Temakeria. Aliás, desde que começou a moda de temakerias em Salvador, essa é a que mais frequento.

O que eu mais gosto de lá é, realmente, a praticidade. São dois ambientes – varanda e salão climatizado – com atendimento muito eficiente. O meu pedido, quase sempre, é o temaki kuringa: salmão, cream cheese e cebolinha.

Quando a fome está maior, gosto também da robatta de filé, porque a carne é beeemmm macia! Confesso que fiquei ainda mais feliz, com a porçãozinha de farofa! #Adoro

Agora só me falta conhecer a unidade do Itaigara, né? Mas já recomendo a do Rio Vermelho, que é ótima:

Barthô Temakeria

Travessa  Bartholomeu de Gusmão, nº 140, Rio Vermelho –   Salvador – BA

(71) 3235-2636

Camarão na Pedra Furada

25 jan

Pertinho da Igreja do Bonfim, a Rua da Pedra Furada reserva boas surpresas pra quem gosta de mariscos. São várias opções de bares e restaurantes, mas uma característica em comum: cardápio especializado em frutos do mar. Estivemos lá num sábado à tarde e o sucesso ficava claro antes mesmo de entrar nos restaurantes, porque já no início da rua é bem difícil estacionar!

Logo no topo da ladeira, fica o Restaurante Panorâmico. É um espaço bem simples com um atendimento muito eficiente. São dois andares e, no piso superior, tem música ao vivo. Como o nome já entrega, eles têm uma vista maravilhosa da Península de Itapagipe e, por isso, as mesas próximas às janelas são disutadas. Aliás, quase todos os restaurantes da rua oferecem uma vista privilegiada!

Na hora de pedir, escolhemos o Camarão Pistolão, que é, na verdade, uma porção grande de camarões ao alho é óleo. Lambuza as mãos, não tem jeito, mas vale o trabalho! Pra quem curte uma cervejinha, também é uma boa pedida.

Sendo assim, está indicado! Ah, além do camarão, recomendo também experimentar  o siri-bóia, que é tira gosto obrigatório, quase “prato típico” da Pedra Furada.

Restaurante Panorâmico

Rua da Pedra Furada, nº 6, Mont Serrat – Salvador-BA

(71) 3208-2782

Salon Du Chocolat

23 jan

Será realizado em junho o Salon Du Chocolat – maior evento sobre produtos de cacau, chocolate e derivados do mundo – pela primeira vez em Salvador. O evento foi criado em 1994, na França, mas já teve edições em Nova York, Tokio, Moscou e Shangai!

Ft: Mateus Pereira - Secom

Os organizadores do evento visitaram fazendas de cacau e os locais do evento – Centro de Convenções e Palácio Rio Branco – onde ocorrerão, respectivamente, o Salon Du Chocolat e o Fórum do Cacau e Chocolate.

Ft: roboppy (Flickr)

 E aí? Quem ficou com vontade de ir, levante a mão! \o/

Milk Shake na Praça Castro Alves

14 jan

O Cine Glauber Rocha, fechado desde 1998, foi reinaugurado em 2008 por iniciativa do Unibanco, quando passou a se chamar Espaço de Cinema Unibanco – Glauber Rocha, numa reforma que revitalizou as instalações e trouxe para a Bahia, os mais modernos equipamentos de som e projeção.

As salas são muito confortáveis, com imagem e som de primeira qualidade. O último filme que assisti lá – Melancolia (Lars Von Trier), que, aliás, é um espetáculo visual – foi muito bom pra confirmar a excelente estrutura do cinema. Sem contar a tranquilidade no acesso às salas!

No térreo do prédio, na entrada encontramos todas as guloseimas típicas do cinema: chocolates, doces e pipoca. Mais ao fundo, depois do acesso às salas, há um pequeno café, em frente à Galeria do Livro. Eu passei lá rapidinho e tomei um milk-shake de flocos, com calda de chocolate, que hoje recomendo. Aliás, com o calor que está tomando conta da cidade, ar-condicionado e milk-shake são uma ótima pedida, hein? E se você for assistir a um filme, eles disponibilizam embalagem descartável.

O Café também oferece salgados (pastel de forno, quiche, tortinhas, pão de queijo), bebidas quentes (café expresso, cappuccino, chocolate) e tortas doces, que também parecem deliciosas.

Além de toda a estrutura de cinema e café, vale a pena conhecer o espaço no final da tarde e aproveitar a vista do terraço no 3º andar!

Espaço de Cinema Unibanco – Glauber Rocha

Praça Castro Alves, s/n, Centro – Salvador – BA

(71) 3011-4703

http://www.itaucinemas.com.br

Esperando o Ferry Boat

29 dez

Quem já saiu de Salvador em direção à Ilha de Itaparica via Ferry Boat em época de grande fluxo sabe quão cansativa pode ser a espera pelas embarcações. As filas passam pelo turbilhão da Feira de São Joaquim, algumas vezes alcançando o bairro da Calçada… Para quem está se preparando para esta travessia e não comprou passagem de hora marcada, sabe que o Reveillón não foge à regra, certo?

Então, a minha dica de hoje é para quem vai passar por lá nos próximos dias. Das opções de lanche no terminal de embarque, escolhi um espetinho de calabresa que, por sinal não vem no espeto e sim no prato. #FarofeiraFeelings

As opções são as mais comuns: frango, misto, coração, calabresa e carne (esta última tinha terminado) acompanhados de farofa, salada e feijão tropeiro: uma refeição, né? Estava uma delícia e o box – chamado “Espetos” – era bem organizado, por isso fomos atendidos muito muito rápido.

Recarreguei as baterias para seguir viagem até Itacaré. Logo logo mando notícias diretamente do paraíso!

Restaurante Caxixi

22 dez

Para quem gosta, e tem paciência, para fazer compras fora dos shoppings, o centro da cidade é o melhor lugar para encontrar os mais diversos itens com os menores preços. As Avenidas Sete de Setembro – que começa na Praça Castro Alves e termina no Porto da Barra – e Carlos Gomes são o paraíso das pequenas compras, especialmente para quem produz artesanato.

Nessas caminhadas, às vezes é difícil encontrar um lugar bom para almoçar. Não que a oferta seja pequena, mas o volume de pessoas é tão grande que alguns estabelecimentos conceituados passam despercebidos. Um restaurante legal é o Caxixi, que fica na entrada do Largo Dois de Julho.

No cardápio, várias opções de carne. Escolhemos a carne do sol, que vem acompanhada de salada, feijão de caldo e arroz. Bem servidos, são suficientes para duas pessoas. Fiquei muito feliz com a escolha, principalmente porque ela vem coberta de pedacinhos de torresmo: uma surpresa tão boa!

Pra não perder o hábito, acrescentamos uma porção de purê de aipim.

Antes de fechar a conta, um cafezinho:

A comida é muito bem feita e o serviço bastante eficiente, atendendo a dinâmica do lugar. Por ser uma das melhores opções no centro da cidade, o restaurante está sempre lotado. Outras excelentes opções do cardápio são a Malassada (carro-chefe da casa) e a Quiabada, tão recomendadas quanto a Carne do Sol!

Restaurante Caxixi

Rua Cabeça, nº 123, Dois de Julho – Salvador – BA

(71) 3321-2192

Feijão nosso de cada dia

28 nov

Almoçar fora de casa tem vantagens, né? Mas mesmo com a variedade e praticidade dos restaurantes, confesso que às vezes sinto falta daquele básico de casa: Feijão! Alguns restaurantes self-service até oferecem, mas não é tão legal…

Há quase 30 anos o restaurante Alaíde do Feijão serve o feijão mais famoso da cidade. O espaço é bem simples e a decoração ilustra parte da trajetória da proprietária, Alaíde Conceição, que aprendeu a cozinhar com sua mãe e já ensinou as suas filhas, que também trabalham no restaurante.

Pedimos uma porção de carne do sol com a feijoada baiana e foi suficiente para três pessoas. E quer saber? É muito bom mesmo!

A movimentação no restaurante é intensa, seja para almoçar ou para conhecer a quituteira – vencedora do Troféu da Fundação Palmares, em 2010, por sua contribuição para a valorização da cultura afro-brasileira – que está lá diariamente, acompanhando o serviço.

Alaíde do Feijão

Rua Doze de Outubro, nº 2 – Pelourinho

(71) 3321-6775

Merendas de Dona Flor

26 nov

Hoje, a partir das 16h, acontece a terceira edição do projeto “Merendas de Dona Flor”, que leva ao público as comidas típicas citadas nos romances de Jorge Amado.

Quem quiser aprender a preparar as iguarias pode buscar o livro de Paloma Amado – intitulado “A Comida Baiana de Jorge Amado” ou “O Livro de Cozinha de Pedro Archanjo com as Merendas de Dona Flor” – que resgatou 142 receitas mencionadas pelos personagens do pai.

Gostou? Passe lá!

Um Passeio pela Gastronomia Baiana

23 nov

 

Confesso que só conheci os museus do Centro Histórico de Salvador quando fui trabalhar no Pelourinho. Na verdade, fora aquelas visitas escolares, poucas vezes voltei lá até 2009. Mas nas caminhadas em horário de almoço tive algumas surpresas boas, como o Museu da Gastronomia Baiana, no Largo do Pelourinho.

Inaugurado em 2006, o Museu da Gastronomia Baiana faz parte do complexo SENAC Pelourinho, integrado à loja “Doces e Livros” e ao Restaurante – Escola. Ele apresenta as características que compõe a culinária do estado, ilustrando sua história, ingredientes, técnicas e instrumentos.

O museu, pioneiro na América Latina, foi concebido pelo antropólogo e museólogo Raul Lody, que também assina a curadoria. O projeto arquitetônico é de Victor Noel Saldanha Marinho e o design visual de Maria Helena Pereira da Silva.

Destaque para as Comidas Sagradas do Candomblé, ilustradas num grande painel:

Anualmente, o SENAC realiza o Seminário de Gastronomia, reunindo interessados nas áreas de gastronomia, antropologia, nutrição e turismo. A última edição teve como tema “Receitas Tradicionais da Bahia: Memória e Etnogastronomia”, complementada por três oficinas com as receitas apresentadas na programação.

O Museu da Gastronomia Baiana funciona de segunda a sábado, das 09h às 11h e das 12h às 17h. A entrada é gratuita.

 

Museu da Gastronomia Baiana

Largo do Pelourinho, nº 13, Pelourinho – Salvador – BA

(71) 3324-4553

Entrada Gratuita

www.ba.senac.br

%d blogueiros gostam disto: